segunda-feira, 13 de junho de 2011

Isso é véspera de entrega...

Piva Conceito: - "Ão, ão, ão, meu forte é a rima!!!" - " 1, 2, 3... 4, 5, 6... 7,8,9 ... 10, 11, 12!!!..." NaH: - "13, 14, 15!!!..." Nati: Que isso? Li: A Marquise!!! Nati: De Sapucaí???

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Qual o Sentido de Andar sem Sair do Lugar?



Alguém me responde??? 

Por que as pessoas acordam as 6 da manhã para andar sem sair do lugar? (Conversas com Manoel)







"OK Go - Here It Goes Again"

Vamos mudar o mundo Hoje? ^^



Sim! Nós Acreditamos em um mundo Melhor!

Conversas no Q.G.

Fonte: Elaborado por Nati. Disponível em: Acervo G4

Hoje um tempo pra lá de grande depois da Carne de Batata com Panela. Tivemos uma longa conversa sobre problemas com peitos.
Fizemos Fotossíntese em tuvalu, ou em vanuatu e comemos Sonho de Valsa com Dadinho.
O Piva com a sua calça CONCEITO queria um chá de Mate o Leão Dourado, percebemos que isso era de "Tascar o Racho", ou "Castar o Tacho" ou algo parecido...
Então, depois que a Macaca voadora passou por aqui, vimos que tudo isso era um Baita Doce!!!

Cara, água limpa não dá peixe!!! Por isso VAMOS MUDAR O MUNDO!!!

segunda-feira, 30 de maio de 2011

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Viver Arquitetura

Difícil absorver. Manoel, dentre os milhões de assuntos conversados na reunião de ontem na bolha, falou sobre o fato que o homem, imperfeito, caminha torto, não em linha reta. Somos um ser projetado que tem certa dificuldades de equilíbrio... Será que entendi errado? Ou será que ele se referia ao mito de Édipo?
Não sei. Sei que podemos nos aprimorar e fazer coisas incríveis com nosso corpo se assim desejarmos. E coisas ainda mais lindas se educarmos e aprimorarmos nossas mentes.

Síntese Projeto para Guarulhos. Fonte: Acervo G4

 

Viver a Arquitetura e o Urbanismo tem uma relação direta com como fruimos e nos apropriamos do espaço. Desejar e olhar somenta da maneira convencional, acreditar no modelo econômico de cidades, acreditar que ela é um espaço de produção e movimento de capital, isso é ignorar sua verdadeira razão de ser. A cidade e a arquitetura da cidade é feita para ser vista e vivida. A cidade é o espaço da relação, do conviver. Não acreditar nesses valores e nos afogarmos em modelos econômicos insustentáveis porque são viáveis, porque são desejáveis, porque são lucrativos, é assassinar a alma do lugar, é fazer o "não lugar".

Quero viver a arquitetura e o espaço urbano!


Vivamos o lugar... Como se diz no Parkour, vamos colocar o "Foda-se" no mode-on, e reformular o modelo errado do zero. Foda-se sistema viário, foda-se transporte individual. Queremos uma cidade sem ruas. Queremos uma cidade para as pessoas, onde as pessoas possam conviver com PESSOAS!
Sou otimista, quero mudar o mundo, por isso digo sempre no lugar do "Por que???" um "Mas porque não??"...


Richard Rogers, nós te amamos.
David Belle, decimadomuro, tracers de todo Brasil, obrigada por me ensinarem à viver a minha arquitetura e a dos grandes mestres de uma forma diferente.

Um Agradecimento...


Fonte: SINPROLS

Somos o G4, somos diferentes. Temos nossos costumes e hábitos toscos, bizarros, peculiares...
às vezes freqüentemente tenho pena de quem tem que nos aguentar...

Quando estamos mergulhados em um mundo acadêmicos, de sábios teóricos, urbanistas, arquitetos, historiadores, filósofos, etc, etc, etc.... Pessoas que mudaram o mundo... Às vezes esquecemos de nos questionar sobre o quão justos e gratos temos sidos com todas as pessoas que nos ajudaram, e que direta ou indiretamente fizeram com que o trabalho pudesse ser realizado, e que sem elas, nem a maior das maiores referências teria mostrado ao mundo tudo o que mostrou.

E é só a ponta do Iceberg. Hoje, tivemos a primeira casquinha de tudo o que temos que saber e apresentar no final do semestre, e até hoje a quantidade de pessoas que tiveram alguma relação conosco foi imensa. Seja o "tiozinho" que conversou conosco em Guarulhos, seja o "guardinha" que abre e fecha as portas do "Q.G.", seja a faxineira que limpou o café do chão, seja o funcionário da biblioteca... Não importa, todos foram e serão sempre fundamentais.

Além dos maravilhosos orientadores que temos, além das pessoas que com seu conhecimetno difundido foram nossas referências até agora, hoje, nosso agradecimento é à todos que trabalham conosco e não aparecem nos textos do trabalho e nem nas pranchas.

Muito Obrigada!